Archive for dezembro, 2010

23/12/2010

Analogic Love por Felipe Raizer por Danilo

por Analogic Love

O último post teve fotos de um evento do Analogic Love tiradas pelo Felipe Raizer, amigo do projeto. A surpresa é que, enquanto ele fazia isso, o Danilo Mangini, outro fotógrafo amigo do Analogic Love, também tirou fotos e fez um making of. Dêem uma olhada no resultado:

Anúncios
13/12/2010

Analogic Love por Felipe Raizer

por Analogic Love

Eventualmente, o Analogic Love realiza eventos para colocar em prática o espírito do projeto: uma cultura que sai da tattoo. Arthur e Maria Fernanda apresentam neles uma integração do trabalho das tatuagens com outras expressões; no último, música e fotografia. O Felipe Raizer, amigo dos tatuadores, foi quem assinou essas fotos. Confira o resultado, que ele transformou num projeto próprio, apresentado no texto a seguir:

O desenho que ilustra a pele, os contornos dos jovens da metrópole. Hoje, gerações rabiscadas com a arte na pele vivem uma visualidade contemporânea de imagens que se movem, que respiram.

Pessoas tatuadas é um projeto do fotógrafo Felipe Raizer para o Analogic Love e o estúdio True Love Tattoo e pretende mostrar justamente a beleza das tatuagens e de quem é tatuado.

A proposta está em sua segunda edição e conta com o apoio de tatuadores, tatuados, artistas e estilistas cada um contribuindo com o seu talento.

06/12/2010

Tattoo: the next big thing

por Analogic Love

Ricardo Oliveros é um jornalista amigo do Analogic Love que escreveu esse “manifesto”, uma explicação para o conceito do projeto. Ele é publicado aqui e, a partir de agora, fica na página Analogic Love do blog.

Elementos da street culture vão sendo incorporadas na arte, moda e design a partir da década de 1950. Foi assim com o rock, hip-hop, música eletrônica e, mais recentemente, o grafite, que saiu das ruas e ocupa galerias hypadas ao redor do mundo.

Nos próximos anos, a tattoo deve ocupar a atenção do grande público, dando novos sentidos e direções como fonte de inspiração. Graças à programas como Miami Ink, sites especializados, blogues e estrelas como Angelina Jolie, a tatuagem deixou de ser uma manifestação restrita a pequenos grupos e guetos, atingindo todas as camadas da população sem distinções.

Mesmo sendo uma arte com mais de quatro mil anos e com um número incontável de fãs, existe um número tão grande quanto de pessoas que até gostariam de ter uma tattoo, mas não tem coragem de deixar essa marca definitiva.

Assim como aconteceu com o grafite, que preservou seus traços e cores, adaptando-se a outros meios que não só os muros da cidade, a tatuagem começa a seguir este caminho. Arthur de Camargo e Maria Fernanda Brum, casal de tatuadores, dividem seu tempo entre o estúdio e trabalhos em que seus traços deixam marcas em outras superfícies além da pele.

É a ANALOGIC TATTOO.

Analogic Tattoo

ANALOGIC TATTOO

Já que uma tattoo pode decorar um corpo, por que não pode estar em outras superfícies, como objetos, paredes, roupas?

Estamos desenvolvendo projetos específicos de tatuagem de superfície. Paredes, objetos, roupas, linha de beachwear.

A diferença é que não é uma estampa, a ANALOGIC TATTOO utiliza os mesmos princípios da tatuagem. Ou seja, é como se fosse uma tatuagem feita no corpo, como pode ser observado na linha de underwear de Athos de Oliveira, comercializada no exterior.

Analogic Tattoo

Enquanto a tatuagem é um desenho que envolve partes do corpo, o trablho de pintura é uma outra possibilidade da compreensão do desenho.

Os princípios da tatuagem estão ali, mas dispostos de uma forma plana, como no caso dos muros da MiCasa e do Escritório de Arquitetura de Guilherme Torres, em Londrina, além de apartamentos descolados em São Paulo. É um trabalho que mistura os conceitos da street art e da tatuagem.

Analogic Love: Street art + Tatuagem na Pousada Finca Espírito Santo

Analogic Love: Street art + Tatuagem na Pousada Finca Espírito Santo/Ubatuba

Em outros casos, a analogia pode ser observada na execução de projetos em objetos em que a tridimensionalidade determina uma aproximação maior com a tatuagem feita no corpo.

O projeto Ice Box, onde a dupla literalmente tatuou duas geladeiras para a MiCasa. Arthur fez um body tattoo com uma gueixa da escola de tatuagem japonesa; e a Nanda utilizou elementos da old school, como a pin up, fechadura, chaves e diamantes para compor sua criação.

projeto Ice Box